Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Cadastrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar"

Dicas para quem quer (e precisa!) achar trabalho na Austrália

editado janeiro 12 em Oceania

Quando eu vim pela primeira vez, o objetivo, claro, era estudar Inglês. Eu larguei meu emprego, dei um beijo na família e amigos, coloquei a mala nas costas e #partiuaussieland.

Ao invés de Sydney, Melbourne e Perth, eu escolhi morar na Gold Coast, uma cidade não muito grande na costa leste do país. Optei por essa região de Queensland, porque queria ter a chance de viver no maior estilo pé na areia possível. Uma realidade bem diferente da que eu levava na maluca cidade de São Paulo.

Cheguei aqui, pela primeira vez, no final do mês de Novembro com bastante medo, já que – assim como muitos viajantes, eu não falava quase nada de Inglês (para não dizer “nada”) e tinha pouquíssima grana na conta bancária. Ou seja: precisava de um trabalho urgente. Nos primeiros quase três meses, eu comia salada de atum e tortinha congelada do supermercado, pedalava 20 quilômetros todos os dias para ecnomizar no bilhete do ônibus (sim, o transporte aqui é caro) e tomava café de 1 dólar nas famosas lojas de conveniência 7 Eleven (tá, isso eu faço até hoje!).

Quando a gente vem para a Austrália com o visto de estudante, como eu vim, você pode trabalhar 20 horas semanais (40 horas quando esta em holiday do curso). A não ser que você esteja buscando algo na sua área de fato, você vai acabar trabalhando em Hospitality (leia: restaurante/hotéis/bares e blá blá).

Comigo não foi diferente. Consegui meu primeiro emprego na semana do ano novo, em Janeiro de 2015, num restaurante italiano com donos chineses. Era terrível, mas eu trabalhei lá por quase 8 meses até voltar ao Brasil para visitar a família. Eu era, sem dúvidas, a pior garçonete que Broadbeach já teve, mas a experiência foi ótima porque eu falava muito com os clientes. Meu Inglês era tão ruim que várias vezes eu anotava pedido errado, não entendia absolutamente nada e por aí vai. Porém, tive a sorte de trabalhar com a Chundi (uma moça fofa) que gostava muito de mim e teve muita paciência (muita mesmo: uma vez eu derrubei uma taça inteira de vinho em uma cliente).

Se você me perguntasse, então, qual a melhor época para vir para a Austrália – se as suas condições forem parecidas com a minha – eu diria para vir na alta temporada (de Novembro a Março). Não significa que você não vai encontrar nada se vier no meio do inverno, mas com certeza, pode ser que seja um pouco mais difícil. Ainda mais se o seu inglês não for o dos mais afiados.

Claro que a gente trabalha para ganhar dindin, pagar casa, escola, viagem, roupa e etc. Mas a verdade é que eu também aprendi muito com essa experiência. Quando você esta do outro lado, você percebe o quão importante é tratar bem as pessoas, deixar a mesa/quarto de hotel/qualquer serviço em condições dignas,  e dizer “obrigada”. Sempre. Parece bobagem, mas faz diferença. Tudo é parte de uma realidade e aprendizado que é estampado na sua cara quando você muda para outro país e precisa limpar banheiro para bancar seu sonho. Sonhos esses que sempre valem a pena, né?

Por isso, eu digo: não tenha medo, não. Vem com tudo que, no fim das contas, a gente se ajuda e se vira. Confira abaixo cinco dicas sagradas que podem te ajudar na hora de encontrar o primeiro emprego nesse lugarlindoqueéaAustrália.

1-Você precisa de um Tax File Number (ato.gov.au), algo como o seu número de registro de trabalho.

2- Você precisa de um certificado conhecido como RSA (Responsible Service of Alcohol) para ser autorizado a trabalhar em restaurante e bares. Como adquirir isso muda de estado para estado, mas aqui em Queensland é só pagar uma taxa (algo como 20 dólares) e fazer a prova pela internet. É  longa, chata, mas o resultado vem na hora por e-mail.

3- Como em todas as profissões, você precisa de um currículo. Na minha opinião, não adianta mentir e dizer que já trabalhou como manager no restaurant “mais tchan do Brasil”, os caras sabem que somos todos estudantes em busca de um ganha pão. Melhor coisa é ser honesto e se mostrar disposto a aprender.

4- Existe um site chamado Seek (seek.com.au) e outro Gumtree (gumtree.com.au), onde é possível buscar por anúncios e aplicar para inúmeras vagas de trabalho (não só em Hospitality, mas em todas as profissões).

5- Não tem segredo: coloque um sorriso no rosto e entregue seu currículo pessoalmente de restaurante em restaurante. É, com certeza, a melhor opção de conseguir um trial (um dia de treinamento que deve ser feito em 2 horas mais ou menos).

FONTE: 

http://amariviaja.com/2017/01/12/dicas-para-quem-quer-e-precisa-achar-um-trabalho-na-australia/

Facebook: https://www.facebook.com/paraquemviaja/?fref=ts

Instagram: paraquemviaja ou maricmesquita

Comentários

Entre ou Cadastre-se para fazer um comentário.